segunda-feira, 7 de maio de 2012

Dia da Mãe



Ontem foi dia da mãe... Não é preciso nenhum dia especial mas acho bem que se assinale. Até aqui nada de extraordinário mas... e quem não é mãe?! 

Quem não o é por opção, este dia não tem qualquer significado, mas quem não o é por não poder, este dia é uma tortura. Acreditem... Como devem ter percebido, eu sou uma das que não pode... *

Pergunta irritante (para não dizer outra coisa) do dia de ontem: "Então quando é que tens filhos?" A sério, tive vontade de bater em alguém. Nem toda a gente que me rodeia precisa de saber dos meus problemas, aliás a grande maioria não sabe, só por isso me contive, mas que me irritou, irritou. 


Pronto! Era isto. 


Não sou mãe, mas sou filha e como tal ontem, especialmente, foi dia de mimar a mamã!!



* Não, não é impossível, mas implica a conjugação de uma série de factores (médicos/financeiros/matrimoniais) e o meu corpo também não tem cooperado... 


4 comentários:

agridoce disse...

Percebe-se que é uma coisa que queres muito!! Vais conseguir.

As pessoas parece que nunca estão satisfeitas: se não namoras, é pq não namoras; se namoras é porque nunca mais casas; se casas é porque não tens filhos; se já tens um filho, é porque não vais ao segundo... Arre!!

Sim, chateia!

Lilith disse...

agridoce - Sim, chateia... e muito. Acredita. E esse assunto é especialmente delicado para mim. Ainda não perdi a esperança mas com o passar dos anos confesso que é cada vez mais difícil mantê-la.

agridoce disse...

:(

Não sei que te diga...

Um vai correr tudo bem, anima?

Beijo.

Lilith disse...

agridoce - Obrigada. Ainda acredito.
Beijo.